Building Solutions We take our work personally_

Competências de negócio aliadas a competências técnicas

O principal desafio para encontrar uma solução para um problema passa pelo correcto entendimento do mesmo. A EF aposta na solidez das suas competências técnicas e conhecimentos de negócio como forma de responder às necessidades dos seus clientes.

Uma boa solução técnica deve responder a necessidades de melhoria da eficiência e rentabilidade de processos de negócio, traduzindo-se em mais valias para o cliente, seja pela redução de custos operacionais, redução de risco, aumento da produtividade, diferenciação e melhoria da imagem do cliente perante o mercado através de serviços inovadores, entre outros.

Neste sentido, a EF aposta na forte especialização das suas equipas, nas áreas de negócio associadas ao sector financeiro, de forma a aliar as suas competências técnicas às competências de negócio. A combinação destas competências permite em cada momento entender melhor os requisitos do cliente e ajudá-lo em processos de análise. Para tal, as equipas da EF contam com técnicos superiores formados em ciências de tecnologias de informação e em negócio bancário e gestão bancária.

Ao longo dos anos, temos vindo a consolidar experiência com conhecimento, pelo que hoje as nossas equipas conseguem dar apoio a clientes em diversas áreas que abrangem, entre outras: crédito, cartões, transferências domésticas e internacionais, pagamentos de serviços, crédito documentário, fundos e títulos, reporting regulamentar, contas, débitos directos, simulações e planos financeiros, cheques, extractos para cliente, serviços online a cliente, operação de balcão, processos de fecho de dia, integração contabilística, autorização de operações e gestão de condições de movimentação e AML (Anti Money Laundering).

Competências técnicas

Sendo uma empresa de cariz eminentemente tecnológico, o processo de desenvolvimento rege-se por orientações definidas por arquitectos de software. Estes arquitectos acompanham constantemente as evoluções tecnológicas bem como as melhores práticas nas áreas de desenvolvimento de software, tendo como principais linhas orientadoras, ao nível do desenho, assegurar a continuidade, escalabilidade, robustez e segurança das soluções desenvolvidas.

Mantemos um posicionamento neutro em relação às tecnologias e soluções existentes do mercado, o que nos permite, em cada momento, ter uma opinião independente sobre a escolha da tecnologia mais adequada e partilhá-la com os nossos clientes. Apresentamos algumas referências das principais tecnologias que utilizamos actualmente, não sendo estas limitativas da nossa acção. Estamos sempre prontos e motivados para novos desafios e avaliação de novas tecnologias.

Frameworks de programação
Java
A EF utiliza o Java como tecnologia de referência para o desenvolvimento de sistemas robustos e escaláveis. O Java é hoje uma das linguagens de programação de referência a nível mundial, com uma larga base de suporte. Tem como vantagem de destaque, entre outras, a sua portabilidade entre diversos sistemas.
Spring Framework
Desde 2009, a EF tem vindo a investir fortemente em desenvolvimentos sobre esta Framework, com resultados positivos quer na produtividade dos programadores, quer na qualidade do código (maioritariamente visível no potencial de reutilização e de criação de testes unitários de componentes). É actualmente a base da larga maioria dos sistemas mantidos pela EF.
JPA / Hibernate
Tecnologia de utilização crescente na EF, pela simplificação da implementação da persistência sem comprometer demasiado a performance, deste que utilizada criteriosamente. De utilização crescente em novos projectos, esta tecnologia apenas é evitada em sistemas que requeiram controlo muito fino da integração com a base de dados (i.e.: os requisitos de performance sobrepõem-se significativamente à necessidade de simplificação de implementação e manutenção do código).
Struts 2
Esta foi já a principal Framework utilizada pela EF para o desenvolvimento de interfaces Web. Seguindo o padrão de MVC (Model-View-Controller), permite a implementação de aplicações Web estruturadas com baixo esforço. Sendo ainda mantidas algumas aplicações em Struts 2, existe uma tendência substituir esta tecnologia por JSF.
JSF
Desde 2011, a EF tem vindo a adoptar progressivamente o Java Server Faces como Framework para criação de novas aplicações Web. Sendo uma Framework bastante mais evoluída, baseada em componentes, permite, a longo prazo, um desenvolvimento e manutenção com custos mais reduzidos do que o Struts 2.
Primefaces
Primefaces é uma framework de componentes gráficos HTML5 para aplicações baseadas em JSF, sendo suportada sobre jQuery. Permite a criação efectiva de aplicações Web com uma interface gráfica complexa, atraente e de utilização simples. Acrescenta ao JSF aquilo que era necessário tornar o par JSF/Primefaces como a framework de referência para o desenvolvimento de aplicações Web aqui na EF.
jQuery
Sendo um standard de facto em termos de biblioteca Javascript para a construção de componentes gráficos Web (suportando HTM5, CSS3 e múltiplos browsers), a sua utilização na EF tem-se vindo a tornar ubíqua. Quer indirectamente através de outras frameworks (como PrimeFaces) ou directamente, por necessidade de fazer uso de um componente em particular, é difícil encontrar uma aplicação mantida pela EF onde o JQuery não esteja presente.
Desenvolvimento Mobile
A EF desenvolve aplicações nativas para ambientes móveis, utilizando as ferramentas e frameworks recomendadas pelos fabricantes dos sistemas de forma a maximizar a consistência da experiência de utilizador nessas aplicações e a qualidade do software desenvolvido.

Para o desenvolvimento de aplicações nativas para sistemas iOS, a EF utiliza o ambiente integrado da Apple (Xcode) e as linguagens de programação Objective-C e Swift, tendo vindo a apostar na linguagem Swift para novos projectos.

Para o desenvolvimento de aplicações nativas para sistemas Android, a EF utiliza as frameworks de desenvolvimento Android studio e Android SDK, baseadas em java.
Outros
Portais Backbase
A Backbase é líder de mercado em plataformas digitais omnichannel que permitem a instituições financeiras organizar e gerir a experiência de utilização dos seus clientes, através dos diferentes canais de comunicação e dispositivos. A EF é implementador de soluções de banca digital baseadas em plataformas de portal Backbase.
Bases de dados
Oracle, SQLServer, Informix, mySQL, PostgreSQL
Reporting
Oracle OBIEE answers, Oracle BIP, BIRT, Jasper
Sistemas Operativos
Quer internamente, como para clientes/parceiros, a EF conta com uma equipa especializada na gestão e suporte a plataformas de sistemas operativo de base Unix, nomeadamente Oracle Solaris e Red Hat Enterprise Linux. Prestando esse serviço marioritariamente em ambientes de clientes que suportam as suas plataformas, podendo oferecer desse modo uma integração no cliente completa.
Plataformas de virtualização
Fundada em 1998, a Vmware instituiu-se no mercado como o mais forte competidor na area da virtualização de sistemas. A EF possui uma equipa especializada no desenho e manutenção de plataformas de virtualização baseadas em Vmware Vsphere.
Plataformas de Monitorização
De modo a melhor prestar o serviço de manutenção e gestão das plataformas que fornece, a EF especializou-se na plataforma de monitorização Nagios. Existindo desde 1999, a plataforma Nagios estabeleceu-se como o standard nas plataformas de monitorização OpenSource. A EF presta o serviço de analise, desenho e implementação destas plataformas junto de sistemas de clientes, fornecidos por ela ou não.
Plataformas de Backup
A EF possui valências na área de instalação, configuração e gestão de várias plataformas de Backup e recuperação de dados. Nomeadamente podem-se destacar a sua experiencia com a plataforma Symantec Netbackup ou Veeam Backup & Replication.
Segurança e Firewalls
A EF conta com uma equipa de segurança com experiencia na analise, desenho, instalação e gestão de Firewalls, nomeadamente Fortigate e Kerio Control.
Servidores aplicacionais
Apache HTTPD
Servidor Web com provas dadas em toda a Internet, sendo utilizado e recomendado pela EF sempre que não existam requisitos específicos do cliente. É utilizado sobretudo como ponto de entrada dos pedidos HTTP/S, fazendo a ponte com os servidores aplicacionais, resolvendo aspectos de segurança e distribuição de carga.
Apache Tomcat
O Web Container de referência, utilizado para efeitos de desenvolvimento, embora perfeitamente capaz para dar suporte a ambientes de produção, mesmos os mais exigentes. É o Web Container recomendado pela EF sempre que não existam requisitos para um Application Server J2EE completo ou necessidades de gestão mais evoluídas como as oferecidas por produtos comerciais como o Oracle Weblogic.
Weblogic
Application Server J2EE comercial e com reconhecimento de mercado relativamente a funcionalidades Enterprise e robustez geral. É utilizado em ambientes de produção de vários clientes da EF.

Frameworks de automatização de testes

O reconhecimento da importância vital dos testes no processo de desenvolvimento de Software e, em particular, a possibilidade de automatizar de testes tem sido uma forte motivação na investigação e utilização de ferramentas de automação de testes nas soluções desenvolvidas pela EF

JUnit
A Framework JUnit é já utilizada com sucesso na EF há cerca de uma década, inicialmente apenas para simples testes unitários, mas, gradualmente, suportando também testes de integração.
FitNesse
Ferramenta que combina uma Wiki com um motor de execução automática de testes. Como permite a execução, e mesmo alguma definição, de testes por parte de equipas não técnicas, potencia a criação de baterias mais completas de testes. Este conjunto de características tem permitido uma desejada viragem da metodologia de desenvolvimento da EF em direcção ao paradigma de Test Driven Development.